top of page

O2 Action foi um sucesso e nossa equipe estava lá para combater o tabagismo e em prol da saúde no di


SAIBA MAIS SOBRE

DPOC

O que é?

Causas

Em sua maioria a DPOC resulta de danos pulmonares causados ​​pelo tabagismo (85% dos casos), ou da poluição ambiental. A fumaça inalada causa inflamação nos brônquios e consequente presença constante de secreção e tosse (Bronquite Crônica). A destruição dos alvéolos com aprisionamento de ar (Enfisema) é outra causa da doença.

Prevalência Podemos dizer que o mundo vive uma epidemia global de DPOC. O sexo masculino é o mais afetado. Na década de 90, começou a ser utilizada a expressão 'epidemia global' para caracterizar doenças ou estados metabólicos crônicos como diabetes mellitus, obesidade, hipertensão arterial sistêmica e também a DPOC. A ampliação do conceito foi essencial para o desenvolvimento de estratégias de prevenção e conscientização capitaneadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A OMS considera que:

  • 65 milhões de pessoas no mundo têm DPOC de moderada a grave intensidade;

  • Mais de 3 milhões de pacientes com DPOC morrem ano a ano;

  • Em 2002, a DPOC foi a quinta causa de mortalidade mundial e,

  • Em 2020, será a terceira causa de mortalidade.

Além disso, a DPOC é uma das principais causas de morbidade em todo o mundo. No Brasil, a prevalência da DPOC é estimada em 7,3 milhões de indivíduos.

Sinais e Sintomas

  • Falta de ar

  • Aperto no peito

  • Chiado no peito

  • Confusão

  • Aumento excessivo da tosse e de tosse com secreção

  • Mudança na cor da secreção

  • Febre

  • Sonolência excessiva (sinal de uma intoxicação por dióxido de carbono)

  • Lábios ou unhas azulados

  • Perda de Peso

O diagnóstico é realizado por meio da tríade: Sintomas como falta de ar, queda da saturação de oxigênio, desconforto respiratório somado a avaliação radiológica (Raio X) e ao através de um exame chamado Espirometria que analisa os volumes e capacidades dos pulmões.

O exame clínico avalia a condição do sistema respiratório do paciente e é realizado por um médico com especialização na área.

A DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica) é uma doença pulmonar crônica que torna a respiração difícil. Embora não tenha cura, os tratamentos disponíveis para a DPOC atuam retardando a progressão da doença, controlando os sintomas e reduzindo as complicações.

A DPOC é semelhante à asma, mas é doença crônica e pode se tornar grave, com o passar do tempo. A única maneira de ter certeza que você tem DPOC é realizar um exame respiratório chamado espirometria, secundando-se o exame de imagem e clínico.

Tratamento

Antes de iniciar qualquer programa de exercícios é fundamental consultar um médico pneumologista especialista em DPOC. Somente com orientação profissional adequada de um Fisioterapeuta é que os exercícios físicos se tornam aliados do paciente.

Alimentação Adequada - É fundamental adotar uma dieta saudável para garantir que permaneça em boa saúde e sobretudo preservar a massa muscular. Uma sugestão é passar a fazer mais refeições menores durante o dia. O ideal é consultar um nutricionista de sua confiança.

Atividades Físicas - Caminhada, dança, exercícios de alongamento e respiratórios são boas formas de atividades físicas para pacientes com DPOC. Antes de iniciar um programa de exercícios é importante levar em consideração o local onde será realizada essa atividade. Não caminhe ao lado de ruas com trânsito pesado ou estrada poluída. Se for dançar, verifique se o local é livre de tabaco e arejado.

​​

Uso de Oxigênio - A oxigenoterapia é uma maneira de enviar mais oxigênio para os pulmões e para a circulação sanguínea. É um tratamento indicado para pessoas com doenças que dificultam a respiração, como fibrose, insuficiência cardíaca, entre outras.

Algumas pessoas precisam de oxigênio extra o tempo todo. Outros necessitam de tempos em tempos ao longo do dia ou durante a noite. A equipe médica poderá prescrever a quantidade de oxigênio correta com base na Oximetria e no acompanhamento do Fisioterapeuta.

Se você necessita de oxigênio em casa é importante saber como usar e como cuidar do seu equipamento, assim você obtém o máximo de eficácia em seu tratamento.

Com equipamentos portáteis é possível sair e viajar levando o oxigênio, basta se planejar com antecedência.

Para fazer o tratamento de Oxigenoterapia é possível receber o oxigênio em sua casa em cilindros, ou pode ser produzido por uma máquina chamada Concentrador de Oxigênio.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page